Marcha das Vadias CWB x FEMEN BR

Deixe um comentário

*Posicionamento da Marcha das Vadias de Curitiba sobre o Femen BR* (texto editado)

A Marcha das Vadias de Curitiba vem sendo construída, a partir de 2011, como um movimento feminista pautado na decisão coletiva e horizontal. Desde o lançamento do nosso manifesto “A Marcha de todas as bandeiras” temos debatido constantemente quem somos e o que queremos. O nosso propósito é que todxs que participam do movimento se apropriem da marcha e participem dessa construção de forma conjunta.

Na busca por agregar diferentes opiniões e construir uma identidade “Vadia”, temos debatido insistentemente sobre quais são as principais pautas da Marcha e o que queremos alcançar com o movimento. Os debates sobre a autonomia do corpo, as identidades de gênero, os padrões de comportamento impostos pelo machismo, a reprodução de discursos sexistas e excludentes, a prostituição, a luta pela igualdade de direitos e o enfrentamento à violência têm fortalecido o grupo e gerado um resultado positivo, representado pela possibilidade de identificação e desconstrução de padrões de comportamento excludentes e preconceituosos.

O processo de construção do movimento tem privilegiado a ação local e tem sido feito em parceria com outros grupos feministas, LGBTQ, de enfrentamento à violência, de mulheres negras e de direitos humanos. Buscamos somar esforços e reivindicar espaço de atuação na esfera pública curitibana, procurando compreender as características culturais e sociais da nossa cidade e região no que diz respeito ao campo de atuação feminista.

Exatamente porque queremos um movimento livre e independente, sem o engessamento de uma voz uníssona, aprendemos que a ação na esfera pública pressupõe disputas de poder. Essas disputas se manifestam nas práticas e nos discursos e tornam-se evidentes, principalmente, a partir da visibilidade que o movimento ganha à medida em que se fortalece a incorpora novxs integrantes. Estamos constantemente alertas para essa questão esteja nos nosso debates internos ou na relação com outros grupos e coletivos.

Uma dentre as várias questões discutidas no processo de construção foi a presença da Sara Winter, integrante do Femen BR, durante a Marcha das Vadias de Curitiba e sobre uma possível oficina com ela para que, inclusive, pudéssemos discutir nossas críticas e dúvidas sobre o Femen BR. Optamos por realizar um bate-papo entre Marcha das Vadias Curitiba e Femen Brasil para que nosso conhecimento sobre o movimento não fosse pautado pela mídia. Porém, é importante ressaltar que a vinda da Sara foi por sua própria vontade e ela participou da marcha no dia 14 de Julho de 2012 como qualquer outra pessoa que poderia ter comparecido no dia da marcha.

Diante de todos os acontecimentos em relação ao grupo Femen BR e sua integrante Sara Winter, além de entender a necessidade de nos diferenciar como um movimento feminista e suprapartidário, é importante esclarecer que o feminismo que defendemos luta contra o racismo, a homofobia, lesbofobia, bifobia e transfobia, fazendo uma pauta para além da academia e da elite, contra padrões de beleza, nos policiando todos os dias para não cometermos cissexismo ou qualquer preconceito de classe. Além disso, acreditamos e defendemos uma identidade latino-americana do feminismo e isso torna nossas pautas diferentes de pautas internacionais, como as do Femen. Também, não acreditamos que para pertencer a um grupo feminista seja necessário uma seleção, pois o nosso movimento é livre e feito para todxs. Defendemos que um movimento feminista deve ter suas diretrizes, permeando suas ações em cima do que defende e acredita. Defendemos a liberdade de expressão, porém acreditamos que um alinhamento de pensamentos e discursos é necessário, para que o movimento se torne cada dia mais efetivo. É uma grande responsabilidade se colocar hoje, em uma mídia machista, como feminista (devido aos estereótipos e mitos que foram construídos socialmente) e para isso é importante saber por quem e pelo quê se está lutando, sobretudo não esquecer toda a história do feminismo no mundo e no Brasil, pois para que nós estivéssemos aqui hoje muitas feministas lutaram e morreram por um ideal. Não podemos achar que o que fazemos é feito sozinho ou apenas por um grupo, mas é parte de uma longa história do feminismo, parte de um processo de discussão e aprendizado. A Marcha das Vadias de Curitiba vai à luta juntamente com todas as grandes mulheres que reivindicaram nossos direitos, assim como todos os grupos feministas que lutam pelos mesmos ideais da marcha e formam um grande coro com a nossa voz. O nosso desejo é que cada vez mais mulheres e homens revelem-se feministas de forma livre para que possamos construir uma sociedade sem sexismo.

Não queremos julgar o passado das integrantes do Femen BR, mas entender o posicionamento atual do grupo com clareza. Por isso, gostaríamos de esclarecer que não temos nenhum vínculo com o Femen Brasil (utilizaremos sempre o Brasil com “s” por acreditar na autonomia do nosso país).

Continuaremos marchando até que todas mulheres (de todas etnias) cis e trans*, heteros, lésbicas, bissexuais sejam livres diante de uma sociedade de igualdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: